Quando amamos

Quando amamos,
Cometemos loucuras.
Não ouvimos sequer
A voz da consciência,
Partimos para aventuras.

Cegos, surdos e mudos,
Não temos hora nem pressa.
Só vivemos para aquele mundo,
Até fazemos promessa.

Quem ama,
Chora e sorri de felicidade,
Sente saudade de tudo
Do primeiro olhar, do primeiro beijo
Do primeiro encontro; em tudo
Vê o presente, o passado e o futuro.

Quando amamos,
Praticamos todos os verbos,
Que a vida ensina.
Mas, começamos sempre
Pelo primeiro…
AMAR.

Comentários

Deixe uma resposta