Por Eddy Khaos

A sede

Por que você faz isso comigo?
Me deixe em paz! Não a quero…
mas me entrego aos seus desejos.

Veja o que me fez fazer?
Você me transformou em um monstro!
Estou coberto pelo sangue dessa jovem e
inocente criança…

Por que me controla assim…
Como se eu fosse uma marionete ao seu dispor?
Tendo cada passo controlado habilmente,
por suas mãos talentosas.

Você tem o dom de me tomar por completo
em seu braços, me usando para saciar seus
caprichos e desejos…
Insana e sem escrúpulos.

Mas não consigo me livrar de você…
Estás presa a mim, como se fosse
uma bela tatuagem!
E, isso nos torna um único ser…

Ah, minha doce amante maligna,
Que me deixa a beira da loucura…
Não consigo resistir! Não tenho mas forças
para mantê-la longe de mim…

Me entrego a ti , minha amante noturna…
para saciar seus desejos! Para que possa,
descansar , mesmo que por uma única noite.
Pois a dor e loucura, são demais para mim
mesmo sendo eu, um ser Imortal.

Assim lhe dou o que tanto queres,
Para que possas descansar desta sede maldita.

O brinquedo de Carmilla

Essa foi a noite nublada e escura
Quando fui a sua casa jovem bruxa
Agora há apenas um domínio silencioso
Carmilla era o seu nome
E seus olhos tão estranho

Eu sempre fui um vencedor
Um santo e um pecador
E sempre frio como gelo
E ela só veio para dizer meu último adeus

Em um espelho
Eu vi uma imagem da minha alma
torturada e acorrentada.
Condenado a morrer sozinho
Não foi possível me mover quando você veio
a mim tão bela e mortal em seu vestido branco
Não podia gritar Quando você me beijou,
através da noite
Eu estava tão petrificado

Logo virá um tempo
que o sangue funcionará como
o vinho para sacia a sede imortal
Eu me agaro a um espelho enquanto
caio para o abraço da morte
Sinto que estou a desaparecer

Em um vidro quebrado
Eu vi os estilhaços da minha carne
Eu estava sendo abraçado pelo vazio escuro
Agora eu entendo que era sua vontade
que eu me tornasse para sempre seu
brinquedo imortal..

Eu sempre serei amaldiçoado a saciar
seus desejos Carmilla
E assim Quando chega a hora
o sangue correrá como o vinho
Das veias desse seu brinquedo imortal.

Clique aqui para fazer o download do E-Book do autor.

*Eddy Khaos, paulista é formado em Artes Plásticas e Logística Integrada. É criador e administrador do Site exclusivo para fãs de vampiros e literatura fantástica Santuário dos Vampiros. Também criou diversos fanzines informativos e poéticos entre eles o Vampiro Poeta do Ano (2006). Participou das Antologias: Versos Poético (Editora Literata); Versos de Primavera (Editora Sapere); O Poeta Vampiro (Editora Online Corujito).