Por Yana Blanchard

CORAÇÃO PARTIDO… Santa Miséria!!!

Porque me olhas desse jeito
Se nos teus pequenos olhos tão lindos
Não me vejo reflectida?

Porque me chamas e ficas desanimado com a minha ausência
Se quando estou presente tratas-me com total indeferença?
É em vão, perda de tempo, só vejo vaidade e algo mais!

Algo mais que se traduz em dúvidas
O que procuras saber?
Não sei o que procuras nem o que achas

Em relação a mim, já te disse que te adoro
Será que te interrogas se ainda gosto de ti?
Á essa altura é impossível viver sem pensar em ti

Preciso dizer-te adoro-te para afirmares o teu ego?
Ou apenas tens fases em que o teu coração quer conhecer-me?
Por acaso importas-te que me magoe ao ver-te com outra pessoa?

Eu sei lá no fundo, de certa forma que preciso esquecer-te
Também sei que é inútil a dor ao pensar em ti todo esse tempo
E o que sinto é uma dor real, uma dor que paralisa

É uma dor sem lágrimas, mas é horrível
Sequei minhas lágrimas pelos anos que chorei
Por gostar tanto de ti

Existe dor maior que ver quem você mais ama com outra pessoa?

Meu amor o que estarás tu a fazer neste momento?
Sei muito bem que é inútil tentar imaginar…
Miséria!

Desespero

Hoje eu preciso de um abraço solidário
Não peço mais um beijo, apenas alento
Dói demais, meu coração está desesperado

Quero sentir o teu calor, o teu perfume
Neste momento você deve estar com alguém
Mas no meu pensamento está comigo

Dói imaginar sem tocar
Dói ter você apenas em pensamentos
Dói amar sem ser correspondida

Existe pior desespero que esperar por algo inalcançavel?
Será que algum dia vai acontecer o inesperado?
Quero-te até ao infinito. Adoro-te!