TESTES

[kml_flashembed publishmethod=”static” fversion=”8.0.0″ movie=”http://irinasopas.com/wp-content/uploads/2015/10/YggdrasilDefinitivo.swf” width=”800″ height=”600″ targetclass=”flashmovie” play=”true” quality=”best” wmode=”transparent” allowfullscreen=”false”]

Os nove mundos de Yggdrasil

Asgard

Localizado no mais alto nível de Yggdrasil, Asgard é o lar dos asgardianos, conhecidos como deuses Aesir, os deuses guerreiros. Odin, filho de Borr e da jotun Bestla é o chefe e governante do mundo. Protegido por um muro impenetrável, a casa dos Aesir só pode ser adentrada por meio da ponte do arco-íris Bifrost, que é guardada por Heimdall. A ponte é construída a partir do ar e da água e é contida por um incêndio em suas bordas. Ela conecta Asgard e Midgard. No meio de Asgard está a planície de Ida onde os deuses encontram-se para decidir questões importantes. Os deuses masculinos reúnem-se em um salão chamado Gladsheim, e as deusas em um salão chamado Vingolf.

Alfheim (Ljusalfheim)

Com sua localização perto de Asgard é o mundo dos elfos de luz que são deuses menores da natureza e da fertilidade, pois eles podem ajudar ou prejudicar os seres humanos com o seu conhecimento de poderes mágicos. O soberano do mundo é Frey, o patrono da fertilidade. Frey é filho de Njord, irmão de Freya e está casado com a gigante Gerda. Alfheim opõe-se geralmente a Svartalfheim, e é um lugar de grande beleza. O mundo é agradável, ensolarado com prados, florestas, mares e ilhas.

 

 

 

Vanaheim

Vanaheim é o lar dos deuses Vanir, deuses da fertilidade e prosperidade. Mestres em feitiçaria e magia. Eles também são amplamente reconhecidos pelo seu talento para prever o futuro.  Neste mundo a agricultura, a natureza e a paz reinam. Ao contrário dos Aesir, que são considerados deuses da guerra e extremamente passionais, os Vanir são benevolentes. Reside neste ponto a dúvida de quem iniciou a Guerra dos Deuses; sabe-se contudo que a causa desta foi o aprisionamento Freya. O clã Vanir não aceitou tal insulto e instigou o conflito. O motivo do aprisionamento de Freya nunca foi descoberto, portanto, não se sabe qual dos clãs começou a guerra aberta. O conflito resultou na unificação dos clãs. Frey, Freya e Njord são considerados os principais deuses Vanir.

Midgard

Conhecido como a Terra-média é representada como sendo um mundo intermédio entre Asgard e Nilfheim (respectivamente o paraíso e o inferno), além disso, Midgard está exatamente no meio de todos os mundos, assim os restantes podem ser alcançados a partir deste. Um gigantesco oceano rodeia a Terra-média e dentro deste vive Jormungand, filha de Loki, a serpente marinha do mundo que impede a passagem de quaisquer seres, já que ao morder a sua cauda cria um anel, tornando a passagem intransponível. É em Midgard que moram os humanos e é do domínio da deusa Jord.

Muspellheim

Muspellheim é a Terra do Fogo. Um mundo de calor indescritível, ardente, cheio de lava, chamas, incêndios, com nuvens de cinzas negras e faíscas de fogo. É a casa dos gigantes e demónios de fogo. No meio do seu calor e da luz ofuscante fica Surtr com sua espada flamejante, a governar seus muitos filhos, os destruidores de mundos, deuses e homens. Ele é um inimigo jurado dos Aesir.

Svartalfheim

Não se sabe exatamente onde Svartalfheim está localizado, mas não há dúvida de que  é um mundo subterrâneo. Moradia dos elfos escuros, comummente descritos como anões, são seres sobre-humanos parecidos com os homens, porém feios e deformados. Não passam de problemas. Estes habitantes de cavernas escuras no subsolo odeiam o sol; são mesquinhos, incómodos e podem ser uma grande dor de cabeça para os humanos. São apontados como responsáveis pelas muitas maldades que ocorrem à humanidade. Em particular, sonhos ruins são ditos como provenientes do seu domínio. As lendas contam que os elfos escuros sentam-se em cima do tórax dos seres humanos e/ou sussurram os sonhos ruins nas orelhas do dorminhoco.

Jotunheim

A grande fortaleza dos gigantes de rocha e de neve é chamado de Jothunheim. A partir deste mundo, os gigantes ameaçam os seres humanos em Midgard e os deuses em Asgard (cujos mundos são separados pelo rio Iving, um rio que nunca congela). Jotunheim situado ao lado de Midgard é formado principalmente por rochas, selva e densas florestas. Os gigantes vivem dos peixe nos rios e dos animais nas florestas, porque não há terra fértil aqui. É governado por Thrym (“alvoroço”), o rei temido dos gigantes de gelo e rocha. A fortaleza de Utgard, a principal cidade de Jotunheim é a morada dos gigantes, sendo governado pelo gigante Utgard-Loki. Outras fortalezas incluem Gastropnir, casa de Menglad e Thrymheim, repouso de Tiazi.

Nilfheim

Nilfheim é o mundo do gelo eterno, de nevoeiros e névoas geladas. Está localizado na região norte do abismo de Ginungagap sendo separado de Muspelheim por este. Ambos os mundos são a geada primitiva e a centelha primordial. De Midgard é um passeio de nove dias para chegar a ponte de Gjallarbru, que leva sobre a fronteira do rio Gjoll. É aqui que residem os anões e gigantes de gelo. Niflheim é governada pela rainha do inferno Hel, filha de Loki com uma gigante, sendo que a mesma foi pessoalmente apontada por Odin para esta posição. O mundo é dividido em diversos níveis. Um destes níveis foi projetado para os heróis e deuses, onde Hel preside as festividades entre eles. Outro nível é reservado para as pessoas idosas, os doentes e aqueles que foram incapazes de morrer gloriosamente no meio da batalha e entrar em Valhala. O nível mais baixo de Nilfheim assemelha-se a versão cristã do inferno, onde os maus são forçados a viver para sempre. O mundo da morte, Helheim é parte deste.

Helheim (Hel/Helgardh)

Atrás da ponte uivando é o palácio de Hel. Esta morada fria, escura e nebulosa dos mortos situa-se no mundo de Niflheim, no nível mais baixo de Yggdrasil. Helheim pode ser alcançado pela estrada Helvergr. Os seus portões são chamados de Helgrind. Ninguém pode sair deste lugar, por causa da Gjoll rio intransponível que flui a partir da primavera Hvergelmir e circunda Helheim. A entrada para Helheim é guardada por Garm, um cão monstruoso, e Modgud. O Hraesvelg gigante (“comedor de cadáver”) senta-se na borda do mundo, com vista para Helheim. Este lugar é um mundo amontoado com todos os espectros opacos,  os que foram abandonadas por seus espíritos guardiões (ladrões, traidores de um juramento ou outros criminosos semelhantes), doentes ou com idade avançada.

Outros

Bifrost

É a ponte de arco-íris de fogo construída pelos Aesir que faz ligação entre Asgard e Midgard. eu guardião é Heimdall. A cor vermelha do arco-íris é formada por um fogo flamejante, que servia como defesa contra os gigantes.

Valhala

É um majestoso palácio em Asgard, conhecido também como o salão dos mortos, para onde as Valquírias levam, a fim de servirem o deus Odin, os mais heróicos guerreiros mortos em batalha com honras.

Jormungand

Conhecida também como a Serpente de Midgard e Serpente do Mundo,  filha do deus Loki, é uma gigantesca serpente que habita o oceano que rodeia Midgard;  é tão grande que dá a volta na Terra e morde seu rabo.

Fonte de Urd

É a Fonte Sagrada da Vida, onde cresce o grande freixo Yggdrasil. Aqui nasceram as suas três nornas guardiãs Urd, Verdandi e Skuld que todas as manhãs fazem chover hidromel sobre suas raízes, para que as folhas permaneçam verdes. A função das deusas é controlar (muito embora na mitologia nórdica e na religião odinista o destino seja mutável) a  sorte, o azar e a providência, quer dos homens quer dos deuses, e zelar pelo cumprimento e conservação das leis que regem as realidades dos habitantes dos nove mundos.

Urd

É a deusa anciã protectora do Passado, é representada por uma criatura da raça humana de idade extremamente avançada. Dentro de suas obrigações está guardar os mistérios do passado e não fornecer as chaves dos segredos antigos.

Verdandi

Deusa vigia do Presente, encarna-se na forma de uma mãe e tudo que acontece é tecido por seus pensamentos. Ela representa o movimento, a continuidade.

Skuld

É a deusa virgem que guarda o Futuro. Profecias e adivinhações estão relacionadas a ela. Skuld detém o controle de uma das maiores forças do universo: o Destino.

Fonte de Mimir

É a fonte que contém a sabedoria e a inteligência. Encontra-se em Jotunheim e seu guardião é Mimir que bebe da fonte todas as manhãs, pois ele é o deus da sabedoria. Ele apenas deixou Odin beber um gole da fonte, depois que o mesmo deixou seu olho esquerdo como um sacrifício.

Deixe uma resposta