DEFENDA O LIVRO E DIGA NÃO AO NOVO IMPOSTO!

E então, Paulo Guedes (ministro da Economia do Brasil) veio defender a taxação dos livros. O fundamento apresentado é que os livros são um produto para a elite, e a mesma pode pagar um preço mais elevado; quando perguntado sobre os milhões de leitores que não poderão arcar com esses valores, a resposta: “O governo dará livros de graça para os pobres”. Que governo? Porque neste momento o que o Brasil tem é um desgoverno. Mas… não estou aqui para falar de política, e sim, para defender os livros!

Livros não devem ser apenas para a elite, devem ser acessíveis para todos. São um refúgio, um escape. Eles expandem os horizontes das pessoas, dando acesso à cultura e educação. Livros são vida.

O mercado editorial brasileiro anda de rastos, editoras e livrarias declaram falência diariamente. Leitores mal conseguem comprar livros com os preços atuais!

Ao senhor Paulo Guedes digo que, a leitura deve ser incentivada e não oprimida através da taxação abusiva das obras. Permitir um novo imposto em cima dos livros é um retrocesso que trará consequências graves para o setor, desse modo:

ATIRO-ME DE CABEÇA PARA O MOVIMENTO #DEFENDAOLIVRO

DIGO NÃO AO NOVO IMPOSTO!

DIGO NÃO AO SEU DESEJO DE DEIXAR O POBRE MAIS POBRE.

Partilhar