ONDE MAIS TE ENCONTRARIA?

Escrevo para espantar a tua ausência,
Porque, em meio a verbos e adjetivos,
Faço-te real, presente: só meu.
Onde mais te encontraria: formoso,
Esmerado, gratuito, correspondente,
Senão nos meus versos?
Quem te descreveria com tanto afeto,
Essência, corpulência, desejo,
Senão eu, com as minhas próprias palavras?
Quando eu seria verso da tua poesia,
Se não fosse por mim escrita?
Onde, quando e como Tu e Eu
Existiríamos, além dos meus pensamentos,
Se não fosse no preto rabiscado no papel?
E onde mais, nosso amor seria perfeito e sincero,
Senão em minhas poesias?

Scroll to Top