literatura

Eu me acuso

A mim acuso por meu sofrimento. Dessa forma, carrego junto a dor. Nas palavras sofridas, amargor. Minha vida medíocre lamento. Causadora do nosso afastamento, Culpada pelo eterno desamor, Sobrevivo num mundo repressor. Eu sou enteada leal do esquecimento. Pusilânime sigo una, sem sorte. Delinquente que sou, busco sumir. Afinal, é mais fácil que assentir. Tola

Eu me acuso LEIA MAIS

Festival de literatura e artes literárias, entrevista

Há umas semanas fui convidada pela querida Irone Jaeger para participar do FLAL – Festival de Literatura e Artes Literárias. O evento online no Facebook foi criado com o objetivo de divulgar a Literatura Nacional Contemporânea (brasileira) e ajudar na identificação da imagem do autor junto ao público. Apesar de ser direcionado aos autores brasileiros,

Festival de literatura e artes literárias, entrevista LEIA MAIS

Scroll to Top